Ir para a primeira pagina
Pagina de Pesquisas. Buscador interno
Adicione aos favoritos
Envie-nos um e-mail
Filarmonica, Abiul, Albergaria, Doze, Almagreira, Carnide, Carriço, Guia, Ilha, Louriçal, Mata, Mourisca, Meirinhas, Pelariga, Pombal, Redinha, São, Simão, Lítem, Santiago, Vermoil,  Vila, Cã, Rancho, bandas, ranchos, Filarmonica, filarmonicas, Associação, associações, Teatro, Folclore, folk, Musica, Dança, Bailes, Festas, festa, Arraiais, arraial, Populares, popular, Junta, Programa, contactos, contacto, grupo, folclorico, etnografico, fernando, graça, recreativo, artistico, sociedade, empresas
Webservice | Webmarketing |  webdesign - Fernando Graça - Abelhamedia.com
Junta de Freguesia
Associações da Freguesia de Vermoil
Criação freg. - 7 de Set. 1935 - 21,71 km² de área e 2 855 habitantes (2001)
 
 
Associação Caçadores Vermoil
Associação Cultural Desportiva e Rec. Vermoil
Associação Cultural Rec. Stº António das Pinheiras
Associação Desportiva da Ranha
Ass. Dadores de Sangue do Outeiro da Ranha
A. Pais e Enc. Ed. A. Jardim de Inf. e EB 1 - M. Ranha
Associação Equestre - Marquês de Pombal
Associação de Vizinhos e Amigos dos Matos da Ranha
Atlético Clube de Vermoil
Centro Social Júlio Antunes
Conselho Económico da Paróquia de Vermoil
Marchas Populares da Freguesia de Vermoil
Rancho Folclórico de Matos da Ranha
Sociedade Filarmónica Vermoilense
 

 

Rancho Folclórico dos Matos da Ranha

 

 

 
 
 
Marchas Populares da Freguesia de Vermoil
Videos de 10 Junho de 2006 em Pombal (7ª participação)

Marchas Populares da Freguesia de Vermoil 2006
Letra e música de Nel Monteiro

Coreografia e Ensaios de Jacinto
Madrinha: Cristina Neves Mota
Padrinho: Ilidio Manuel Mota
84 marchantes e 8 musicos


“A LENDA DO MOURO AL PALOMAR”

I
Santo António de Pombal
Meu santo de encantos mil
Protegei de todo o mal
As moças de Vermoil
II
Livrai-as d'ir ao castelo
Depois do dia acabar
Senão perdem o mais belo
Com o mouro Al Pal Omar
III
Quem seu encanto quebrar
Ai meninas será o fim
Vai deixar-se enfeitiçar
Com a voz que canta assim
IV
Ai menina vem ter comigo
Vem meu encanto quebrar
Sou um mouro teu amigo
Que te quer p'ra namorar

Refrão
Venham daí cavaleiros
E Arcanjo São Miguel
Este Mouro sedutor
Vai ter um amargo fel
Vai ter que enfrentar a morte
Vai ser duro este duelo
Por cima do seu cadáver
Montaremos um castelo.

V
Santo António de Pombal
Nosso Santo Milagreiro
Livrai-nos de todo o mal
No nosso concelho inteiro.
VI
Protegei nossas lavouras
Dai a paz em cada lar
Livrai as moças casadouras
Desse mouro Al Pal Omar.
VII
Vermoil vamos marchar
Sem medos no coração
Tenho novas para vos dar
O mouro tem nova canção.
VIII
Ai menina vem ter comigo
Palácios te quero dar
Juro ser teu fiel amigo
Juramento D' Al Pal Ornar

( Refrão)



Actuações:
10 de Junho às 21h em Pombal;

23 de Junho às 21h30m em Vermoil;
24 de Junho às 21h na Ortigosa;
25 de Junho às 20h em Amor.


___________________________________________________________________________

Marchas Popular de Vermoil 2005


 
 
Atlético Clube de Vermoil

Atlético Clube de Vermoil

Fundado em 12 de Agosto de 1984
Presidente: Filipe Leitão
Tem aproximadamente 300 associados e dedica-se à prática de Atletismo (Todos os escalões).
Telefone: 236941103 |
24º Aniversário - 15 Agosto de 2008
 
Trofeus
Bolo de Aniversário
Nova Carrinha
 
Atlético Clube de Vermoil
Atlético Clube de Vermoil
Atlético Clube de Vermoil
"A CORRIDA" é um orgão oficial do
Atlético Clube de Vermoil
Director da Publicação: Eugénio Mendes
Periodicidade: Trimestral

 
 
Associação Desportiva da Ranha
Fundada em 22 de Fevereiro de 1978
 
Contacto da Direcção: 236 949 100
Tem aproximadamente 150 associados e dedica-se à prática de Futebol de Onze (Seniores, Juniores, Sub 12 e Escolinhas).
 
Associação Cultural Desportiva e Recreativa de Vermoil

Fundada em 20 de Novembro de 1979

Tem aproximadamente 200 associados e dedica-se à prática de Futebol de Onze (Seniores).

Presidente - Manuel Geraldo - 912703773

 
 
 
Sociedade Filarmónica Vermoilense


Data da Fundação: 19-11-1893
Nº de Sócios: 453
Tel. 236 942 216

SITE


Historial

A Sociedade Filarmónica Vermoilense foi fundada nos finais do séc. XIX, mais propriamente em 19 de Novembro de 1893, tendo como fundadores o Sr. João dos Santos e António Rodrigues residentes em Pisão, local onde tudo começou...


Não foi fácil um projecto desta envergadura arrancar no meio de fracos recursos como era Vermoil na época. Inicialmente esta instituição, sem sede, recorria a vários locais para ensaiar, muita das vezes nas residências dos músicos. No entanto, com todas as dificuldades inerentes existia uma escola de música que formava novos aprendizes.


Tal como a maioria das associações a Sociedade Filarmónica Vermoilense teve os seus momentos altos e baixos. Em 1965, esta instituição com 72 anos de existência, teve o pior acontecimento da sua história, devido a um incêndio que praticamente destruiu todo o seu espólio. Contudo a direcção não esmoreceu, e com alguns apoios foi possível retomar a sua actividade em Janeiro de 1979.


Inicia-se assim um segundo ciclo que nos leva até aos dias de hoje. Construi-se uma sede que proporcionou condições à valorização social e cultural para todos aqueles que nela participam.


A evolução tem sido lenta mas contínua, após 114 anos de existência actualmente a Sociedade Filarmónica Vermoilense possui 50 elementos e instrumental praticamente novo apesar de incompleto.
De índole pedagógico, conta com uma escola de música que foi profundamente reestruturada há sete anos, tendo como principais objectivos uma metodologia de ensino virada para a criança, um ensino generalizado e outro vocacional. Actualmente conta com 65 alunos e 14 professores com formação superior.


Durante muitas décadas a Sociedade Filarmónica Vermoilense cingiu-se a tocar em festas e arraiais de zonas próximas. Com o seu crescimento e dinamismo, tem vindo a alterar essa norma, participando e organizando regularmente outros géneros de espectáculos.
Várias foram as distinções pelas quais a Sociedade Filarmónica Vermoilense foi agraciada, destacando-se a medalha de Prata pelos Serviços prestados à comunidade atribuída pela Câmara Municipal de Pombal, e ainda em 21 de Outubro de 1997 foi concedido o estatuto de utilidade pública.


Esta Banda tem participado todos os anos em festas tradicionais na zona, executando arruadas, procissões e concertos.
Tem participado nos últimos anos em encontros de bandas filarmónicas do Concelho de Pombal.


Em 2006, a Banda da S.F.V. participou no 1.º Concurso Internacional de Bandas, em Vila Franca de Xira.


Em 2007, durante a Presidência de Luís Ferreira, é gravado o projecto “luses”, o primeiro da Banda Vermoilense.
Em Setembro de 2007, participou no IX Festival Internacional de Bandas Filarmónicas em Cascais.


in: http://www.filarmonicavermoilense.pt.vu/

 

A sua denominação de origem não era Sociedade Filarmónica Vermoilense, mas só Filarmónica Vermoilense. Só a partir de Julho de 1963, e na Festa do Bodo de Pombal, e que a Filarmónica passa a ser legendada com o seu nome actual. (...) a titulo de curiosidade, tinha um professor/ maestro que se deslocava a Pombal, montado a cavalo. De seu nome, Apolinio Cardoso, foi o primeiro regente da Filarmónica.(...) O primeiro serviço efectuado pela Sociedade Filarmónica de Vermoilense foi em 22 de Julho de 1894, aquando da celebração da missa nova do senhor Padre Antonio José Rodrigues. Na primeira apresentação pública, a Filarmónica continha 21 elementos, cada um deles tinha comparticipado com 17 mil reis para a aquisição de instrumentos. Contudo, definiram que por qualquer motivo abandonasse a Filarmónica, não poderiam levar o seu instrumento, estes seriam propriedade da colectividade.
A instituição passou por muitos altos e baixos, a 21 de Março de 1970, falece o presidente da Filarmónica senhor Manuel da Silva Branco e sua esposa manda uma carta ao tesoureiro da colectividade para pagamento de dividas no valor de dezassete mil escudos, ficando desta forma a Filarmónica sem dinheiro para a sua reactivação.
Todavia, as pessoas da freguesia de Vermoil não baixaram os braços e marcam uma reunião na Junta de Freguesia para a sua reactivação. Neste encontro, ficou deliberado que os antigos filarmónicos se comprometem a prestar colaboração durante um período de dois anos. Alguns dos seus antigos sócios ofereceram cinco mil escudos, sem juros, amortizáveis de uma só vez ou em prestações, durante o prazo de três anos, com vista a aquisição de instrumentos, de um fardamento novo, escola de música e estandarte.
Inicia-se assim um segundo cicio que nos leva aos dias de hoje. Sendo-lhe concedido o estatuto de utilidade publica em 21 de Outubro de 1997.
A evolução tem sido lenta mas continua, após 113 anos de existência, a Sociedade Filarmónica Vermoilense e constituída por 48 elementos, um instrumental praticamente novo, apesar de incompleto, e uma escola de musica que ultima mente tem denotado uma evolução a todos os níveis. A escola de musica foi profundamente reestruturada a partir do ano de 2000, contemplando actualmente 70 alunos, 11 professores, com formação superior.

(texto publicado n' O Correio de Pombal de 26 Outubro 2006)

Participação da Banda da Sociedade Filarmónica Vermoilense no I Concurso Internacional de Bandas do Ateneu Artístico Vilafranquense


A Sociedade Filarmónica Vermoilense foi fundada nos em 19 de Novembro de 1893, tendo como fundadores João dos Santos e António Rodrigues, residentes em Pisão, local onde tudo começou...
Não foi fácil um projecto desta envergadura arrancar no meio de fracos recursos como era Vermoil na época. Inicialmente esta instituição, sem sede, recorria a vários locais para ensaiar, muita das vezes nas residências dos músicos. No entanto, com todas as dificuldades inerentes existia uma escola de música que formava novos aprendizes.
Tal como a maioria das associações, a Sociedade Filarmónica Vermoilense teve os seus momentos altos e baixos. Em 1965, esta instituição com 72 anos de existência teve o pior acontecimento da sua história, devido a um incêndio que praticamente destruiu todo o seu espólio. Contudo, a direcção não esmoreceu, e com alguns apoios foi possível retomar a sua actividade em Janeiro de 1979.
Inicia-se assim um segundo cicio que nos leva até aos dias de hoje. Construiu-se uma sede que proporcionou condições a valorização social e cultural para todos aqueles que nela participam.
A evolução tem sido lenta mas continua. Após 113 anos de existência, actualmente a Sociedade Filarmónica Vermoilense possui 52 elementos e instrumental praticamente novo apesar de incompleto.
De índole pedagógico, conta com uma escola de música que foi profunda mente reestruturada há seis anos, tendo como principais objectivos uma metodologia de ensino virada para a criança, um ensino generalizado e outro vocacional.
Actualmente conta com 60 alunos e 13 professores com formação superior.
Durante muitas décadas, a Sociedade Filarmónica Vermoilense cingiu-se a tocar em festas e arraiais de zonas próximas. Com o seu crescimento e dinamismo, tem vindo a alterar essa norma, participando e organizando regularmente outros géneros de espectáculos.
Varias foram as distinções pelas quais a Sociedade Filarmónica Vermoilense foi agraciada, destacando-se a medalha de Prata pelos Serviços prestados a comunidade, atribulada pela Câmara Municipal de Pombal, e ainda em 21 de Outubro de 1997 foi concedido o estatuto de utilidade pública.



(texto publicado n' O Correio de Pombal de 21 Setembro 2006)



Na participação dos Festejos de Matos da Ranha em 6 de Agosto 2006

Sede da Colectividade
 
Balanço da 1ª Participação da Banda da Sociedade Filarmónica Vermoilense
no I Concurso Internacional de Bandas do Ateneu Artístico Vilafranquense


Decorreu no passado fim-de-semana, entre 28 de Abril e 1 de Maio, o I Concurso Internacional de Bandas organizado pelo Ateneu Artístico Vilafranquense, o qual teve a honrosa presença da Banda da Sociedade Filarmónica Vermoilense. Tratou-se de um concurso que contou com a participação de 37 Bandas, sendo 34 de Portugal Continental, 2 de Espanha e 1 Itália, nele se destacaram Bandas como a Banda Marcial de Fermentelos, a Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 (Alcochete), a Orquestra de Sopros da Academia de Música de Castelo de Paiva entre outras. Este evento cultural, na abertura, teve as honras da Banda Sinfónica da GNR e no encerramento, a Orquestra Ligeira do Exército.
As Bandas concorreram a este concurso em 3 níveis de dificuldade (1º, 2º e 3º por ordem de dificuldade) e ainda, por opção, a um 4º nível respeitante à categoria da Tauromaquia. Para cada nível era exigido a execução de 3 obras: a obra de aquecimento, a obra obrigatória e a obra livre. O Júri, composto por 5 elementos oriundos de Itália, Áustria, Holanda e Suiça, avaliava a execução das peças nos seguintes parâmetros: Interpretação, Escolha de Reportório, Sonoridade, técnica e dinâmica.
O Distrito de Leiria teve a participar no presente concurso 9 Bandas. Contudo, o concelho de Pombal foi apenas representado pela participação da Banda da Sociedade Filarmónica Vermoilense dirigida pelo seu Maestro Paulo Alexandre de Jesus Clemente.
A Banda da Sociedade Filarmónica Vermoilense concorreu ao nível 2 ( nível com mais participantes-16 Bandas) e executou as obras “The High School Cadets”, “Triunfo” e “Into The Raging River” e obteve a excelente pontuação de 82,9 valores(destaque para as excelentes classificações em interpretação e escolha de reportório) naquela que foi a sua 1º participação de sempre em concursos de Bandas Filarmónicas.
Ainda a realçar, o facto de se tratar da Banda mais jovem a participar neste concurso, aspecto que torna ainda mais especial e gratificante, o resultado alcançado. O Maestro, Sr. Paulo Clemente, o grande obreiro deste feito inédito para esta Banda centenária, considera esta participação o pontapé de saída para competir em mais concursos, pois o resultado obtido é manifestamente positivo e não pode cair no esquecimento. Os 1ºs classificados foram: nível 1- Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898(Alcochete); nível 2-Banda da Sociedade Filarmónica União Arrentelense; nível 3-Sociedade Filarmónica Boa União Montelavarense e Tauromaquia- Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898(Alcochete).
Apraz à direcção da Sociedade Filarmónica Vermoilense, agradecer e louvar o empenho, o esforço e a dedicação dos músicos e do maestro nesta maratona. Consideramos que estão de parabéns pelos resultados obtidos, pois, um grupo tão unido como o desta banda, que não contou com quaisquer músicos não residentes, só pode estar feliz com o seu resultado. Cremos que na 1ª participação da sua História num concurso de bandas e em concomitância a única a representar o concelho, alicerçados no resultado obtido, podemos concluir que esta banda deu um importante contributo para a promoção da sua imagem e do seu concelho.


 
Filarmónica nos anos 30 (in notícias de vermoil)
Centro Social Júlio Antunes

RESPOSTAS SOCIAIS
- Serviço de Apoio Domiciliário
- Centro de Dia
- Centro de Convívio
- Brevemente: Estrutura Residencial para Idosos

Instituição Particular de Solidariedade Social

Rua do Centro Social, nº 6
3105 Vermoil

Tel e Fax: 236 942248

E-mail:

BLOG

 
 
 
Associação de Vizinhos e Amigos dos Matos da Ranha
 
Associação Cultural e Recreativa Stº António das Pinheiras
Veja todas as fotos que tirámos em Novembro de 2005
Veja as fotos que tirámos em Novembro de 2005
 
Associação Equestre - Marquês de Pombal
Calvaria - Vermoil
966166068
 
Pesquisa personalizada
© 2005 - 2009 www.abelhamedia.com